quinta-feira, 14 de julho de 2011

Para sempre Harry Potter!

Quando eu tinha 9 anos, minha mãe me levou a primeira vez no cinema ao lado do meu irmão. Eu estava encantada, olhando quais os filmes que estavam na estreia, e foi então que vi um cartaz anunciando Harry Potter. Eu sorri, era aquele filme que eu iria assistir e confesso que só queria assistir porque o Harry era bonitinho. Falei para a minha mãe e entramos na enorme fila para pegar os ingressos. Chegando na bilheteria, haviam se esgotados os ingressos.

Minha mãe queria assistir Como Cães e Gatos, mas eu não queria assistir. Eu queria assistir Harry Potter e a Pedra Filosofal, e se não fosse esse filme, simplesmente não teria graça ir ao cinema. Birrei, chorei, bati o pé, e minha mãe ficou puta da vida comigo, mas me levou até outro cinema. Chegando lá, enfrentamos novamente uma fila e por sorte conseguimos pegar os últimos ingressos para assistir ao filme.

Não preciso dizer que desde então fascinei por Harry Potter. Não porque ele tinha um rostinho bonito, mas sim porque tinha uma história fascinante, algo que me puxava para ele! Criei até uma paixão platônica pelo Draco Malfoy, haha.

Fui crescendo assistindo Harry Potter mesmo que eu não fosse na estreia, dava um jeito de assistir, aprendi a ler livros com Harry Potter. Não sei quantas vezes eu fiquei triste com qualquer coisa e afogava minhas mágoas assistindo e (re)lendo Harry Potter, ou então entrando no chat da Terra, sobre o Harry Potter e jogando RPG com alguns amigos.

Bem, agora está aí o último filme, Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte II. Estou com 18 anos, mês que vem completo 19 anos. Estarei assistindo na estreia Harry Potter, à noite, sem estar acompanhada de alguém. Quanta coisa mudou!

Bem, acho que chegou a hora de dizer adeus para aquilo que sempre vou levar comigo, no meu coração! J.K. Rowling, obrigada por ter criado esse mundo pra mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário